sábado, 9 de junho de 2018

Bom dia!!!

Um recurso constante que tenho adaptado e que me serve muito é ver o quadro, o meu próprio quadro desde fora… como muda então a perspectiva, e de que maneira extraordinária. E sobre tudo, porque ainda não atingi aquilo que pretendo dentro de mim, é ver como escolho o meu mundo exterior. Imaginem-se frente a um pôr-do-sol numa praia, o mar e a areia. Para uma mente que está a trabalhar o pensamento positivo será algo maravilhoso, um momento de paz e de estar connosco próprios, de sentir e vivenciar o presente na totalidade e em plenitude. A beleza do mar, do Sol a deixar passo à Lua, do dia a dar licença à noite, as ondas a inundar o nosso pensamento e o doce som do mar, que tanta Paz transporta, ao mesmo tempo que tanta Vida.

Mas quem queira tirar partido negativo da mesma situação, pode tirar, pode se sentir incomodado porque o dia está a acabar e a noite é horrível, não há nada de interesse na noite, e a areia da praia é super incomodativa, já por não falar do barulho que fazem as ondas do mar….mas que chatice!!!

 Mas como é possível?
 Em que altura perdemos o nosso eixo?

Por favor, cultive a beleza que há dentro de si, e ponha essa beleza cá para fora porque é fundamental para todos nós. No fundo a mensagem base que desejo transmitir é que cultivando a nossa felicidade e a nossa Paz interior conseguiremos finalmente contagiar tudo e todos e teremos uma vida muito mais plena.

 Há alguma sensação melhor?

Se há por favor partilhe comigo, porque ainda não cheguei lá, e o conhecimento é algo que me interessa e me preocupa de uma maneira absoluta. O conhecimento, tal como a felicidade, é o motor da minha vida. E o conhecimento é infinito.

Um dia, o yoga do riso entrou na minha vida, na pessoa de uma das minhas grandes amigas e eu empenhei-me na tarefa de divulgar os benefícios, praticar sessões, dinamizar grupos. Adoro ter este prazer no meu dia-a-dia e realmente o riso é ter algum tipo de filosofia na vida e ajuda na nossa sobrevivência e no nosso bem-estar.

Durante aproximadamente um ano realizei inúmeras sessões, e quis crescer, como é natural. Fui fazer uma formação na Suiça e no dia em que voltei tive um acidente no qual parti o fémur, tive uma queda horrível. A ferida era muito complicada de operar mas tive uma enorme sorte com a equipa médica que me assistiu, a operação correu muito bem e claro, apesar da gravidade, em aproximadamente 6 meses de controlo e reabilitação tudo voltaria ao normal.

Tenho poucas certezas na vida mas esta é uma das que tenho: foi graças a praticar riso durante este ano todo que eu reagi bem a tudo o que aconteceu após a minha queda. Tive que vender a minha mobília toda, tive que mudar de país, tive horas de solidão imensas com saudades dos meus amigos, mas durante todas essas decisões estive lúcida, bem-disposta e tranquila, com uma força pouco habitual para quem esteja a perder tudo o que construiu na vida, por pouco que seja.

Sem comentários:

Yoga do Riso - Risoterapia com Sabrina Tacconi em Lisboa

Boa tarde! Fim do Curso de Lider de Yoga do Riso 🤗 Todas cheias de Alegría e muito bem dispostas  😍 # hohohaha   # sabrinatacconi   # ri...