terça-feira, 5 de junho de 2018

Partilha, pensa com abundância ;-)

E aquele dia torna-nos de novo sábios, como éramos quando nascemos. Nos maiores sábios, porque não sabíamos nada, mas no fundo sabíamos tudo, porque estávamos abertos e receptivos para aprender. Estar abertos a aprender demonstra uma grande sabedoria. Um dia percebemos, simplesmente, que tínhamos percebido.

Uma das frases que mais me iluminou e que ouvi num seminário muito interessante foi que quando descobrimos o nosso verdadeiro potencial nada nos pára, nada nos mexe do nosso equilíbrio, porque de repente estamos completamente determinados e clarificados. A partir de esse dia, tudo se torna óbvio e tudo acontece para ajudar a cumprir a nossa missão. Quando digo tudo, digo tudo, até o mínimo pormenor faz parte. Até o mais pequeno sofrimento ajudou a estar nesse lugar, até o mais pequeno sorriso estava lá para e por um motivo que não entendíamos até que entendemos.

Quando entendemos, tudo se torna mais fácil, TUDO SE TORNA.

O importante é abrir, abrir profundamente a nossa mente para que novas ideias entrem e façam parte. O nosso consciente, como bem disse Freud, é a ponta de um iceberg, e o nosso inconsciente é enorme. Podemos estar no mesmo espaço sem ver uma pessoa, mas a conexão realiza-se a nível inconsciente simplesmente pelo facto de partilharmos o espaço mental. Passado um tempo, essa pessoa pode mesmo vir a fazer parte da nossa vida de alguma forma.

Nada é por acaso.

Todos estamos unidos na consciência universal mas não o experimentamos por causa da nossa mente, da nossa memória, dos nossos complexos, dos nossos conflitos. A mente não nos permite conectar-nos e é por isso que devemos deixar a mente em paz e quieta para que assim a consciência se possa manifestar. Conseguimos ‘parar’ a nossa mente quando meditamos, por exemplo, entre outras coisas. É por isso que meditar e respirar devidamente são importantes nos tempos que correm, onde a nossa mente trabalha a um ritmo alucinante, e nos cria um grande desgaste a todos os níveis. Aprofundar o que sentimos, aprofundar a emoção, aprofundarmo-nos como seres totais.

Se deixarmos desenvolver a nossa percepção, podemos adquirir a habilidade de ver determinadas coisas que de outro modo não veríamos.

Devemos manter a mente sempre alegre.

Para isto podemos cultivar as seguintes emoções positivas:

 A amizade é um dos maiores tesouros que a vida nos oferece.
 A compaixão, ajudarmos quem está nesse momento num estado mais desfavorecido que o nosso. Elevar o ânimo da pessoa.
 A Alegria, porque é o maior motor para estarmos vivos. E ainda por acima é contagiante, pelo que outros nos acompanharão nesse percurso, já que toda a gente quer ser feliz e estar alegre. Descobrir as ferramentas e as potencialidades dentro de nós, cultivar e atingir o bem-estar.

Sem comentários:

Yoga do Riso - Risoterapia com Sabrina Tacconi em Lisboa

Boa tarde! Fim do Curso de Lider de Yoga do Riso 🤗 Todas cheias de Alegría e muito bem dispostas  😍 # hohohaha   # sabrinatacconi   # ri...